Sistemas

No prazo de seis meses da emissão da LOA RVSM, o operador deve completar um vôo de monitoração RVSM se já não foi executado pelo proprietário anterior, utilizando as unidades de monitorização por GPS (GMU).

O GMU é um equipamento portátil de gravação de dados. Utilizando antenas instaladas nas janelas traseiras no deck de vôo usando ventosas, pode receber e gravar os dados GPS que, junto com as correções da estação de solo, oferece informações precisas das posições de aeronaves em 3D. O GMU é totalmente independente e não precisa ser conectado a qualquer sistema da aeronave. A instalação do sistema e posterior remoção normalmente pode ser realizado durante um período normal de voo. O  equipamento GMU não é operado pela CARSAMMA mas pelos contratantes GMU. Os operadores de aeronaves que queiram ser monitorados por GMU devem entrar em contato com um contratante GMU para chegar a um acordo para monitorar seu voo. Com base nesse acordo, o contratante GMU vai lidar com a instalação e funcionamento do GMU a bordo da aeronave.

Existem duas opções para realizar o monitoramento CONTÍNUO da altura de vôo RVSM: Unidades de Monitoração de Altura baseado em solo (HMU – Europa) e Elemento de Medição da Altura Geométrica da Aeronave (AGHME – América do Norte). Estes sistemas são brevemente descritos abaixo.

O HMU é um sistema baseado no solo que mede a altura da aeronave. Cada constelação é constituído de um conjunto de quatro estações terrestres dispostas em um quadrado ligadas a um local central. Cada local recebe respostas do SSR (modos A, C e S) das aeronaves quando então sua posição 3D é derivada.
Utilizando as informações meteorológicas e do modo C / S dados de altura, é possível calcular o erro do sistema de altimetria.

O sistema AGHME não requer dispositivos especiais de controle a ser instalado em uma aeronave. Se o avião está equipado com um transponder Modo S, o sítio AGHME pode simplesmente ser sobrevoado para fins de monitoração.